SC Class Matriz • Brusque (47) 3355-9031

(47) 99116-1446

SC Master • São José (48) 3307-8072

(48) 99160-4246

UNIDADES Veja aqui

Entre em contato

(48) 99160-4246

Terapia Cognitivo-Comportamental

Categoria: // 16/05/2018

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é um sistema de psicoterapia proposta pelo Dr. Aaron Beck em meados da década de 1960.  No início surgiu com o objetivo de corrigir os pensamentos distorcidos e aliviar os sintomas depressivos. No entanto, nas últimas décadas a TCC tem tido um impacto enorme sob o campo da saúde mental, devido ao seu número incontável de técnicas e sua eficácia na compreensão e no tratamento de uma extensão de distúrbios emocionais e comportamentais.



Seu princípio básico é de que nossas representações de eventos internos e externos determinam nossas respostas emocionais e comportamentais. A ênfase do tratamento está em intervir em pensamentos, emoções e comportamentos considerados disfuncionais. Há comprovação científica de que os tratamentos a partir da TCC são eficazes para uma ampla variedade de transtornos psicológicos, oferecendo alívio e esperança a milhões de pessoas no mundo todo.



 O terapeuta deve dedicar boa parte do seu trabalho a Reestruturação Cognitiva  e a Psicoeducação. Inicialmente busca-se devolver junto ao paciente a flexibilidade cognitiva através da intervenção sobre as suas cognições, objetivando promover mudanças nas emoções e comportamentos que as acompanham. A medida que a TCC avança para o final, o paciente se encarrega com mais responsabilidade de definir e manejar os problemas, sempre com o objetivo de trabalhar no sentido de uma mudança e aplicar os conceitos principais da TCC em sua rotina diária. Ao longo do processo terapêutico, no entanto, atua diretamente sobre o sistema de esquemas e crenças do paciente a fim de promover sua reestruturação. Em paralelo à reestruturação cognitiva, o terapeuta cognitivo utiliza ainda uma abordagem de resolução de problemas.



Na sua práxis a TCC baseia-se na noção de esquemas (estruturas cognitivas) construídos ao longo do desenvolvimento do indivíduo. A TCC adota uma abordagem estruturada, mas atua a partir de uma relação colaborativa entre o terapeuta e o paciente, na qual ambos têm um papel ativo durante o processo psicoterápico.



O foco de atuação não se limita apenas na resolução dos problemas imediatos do paciente, mas, através da reestruturação cognitiva, busca dotar a pessoa de um novo conjunto de técnicas e estratégias cognitivas para processar e responder à sua realidade de forma funcional para a realização de suas metas, favorecendo o aumento de suas competências pessoais e sociais para a gestão da sua vida em relação a si e aos outros.